O sacrifício valeu a pena! Apontado com uma das grandes promessas do surf paranaense, Ryan Coelho, de apenas dez anos, mudou radicalmente a sua vida e também de sua família para investir em seu sonho de ser surfista profissional e chegar à elite mundial. Para isso, apostou e garantiu uma das vagas na primeira turma do Instituto Gabriel Medina (IGM), projeto referência, que iniciou as suas atividades em fevereiro deste ano, na Praia de Maresias, em São Sebastião.

Natural de Matinhos, no Paraná, Ryan trocou o seu pico por Maresias, onde treina diariamente com a equipe do IGM. E o resultado é confirmado com sua evolução dentro do mar e vitórias importantes na temporada, como no Hang Loose Surf Attack, o circuito paulista de base, e o Rip Curl Guarujá Open. Apesar da pouca idade, o surfista já é um garoto determinado, focado e conta com todo o apoio dos pais para seguir adiante.

Bem ligado à família e por ainda ser muito jovem, veio morar em Maresias com o pai (Alessandro), a mãe (Luciana) e a caçulinha Sofia, de apenas um ano. “Foi tudo diferente. Casa, escolas, amigos, rotina de treino, as ondas, as competições e o IGM”, ressalta o atleta.

Ele lembra que a dificuldade começou antes da mudança, mas ele reforça ter valido a pena. “Primeiro para conquistar a vaga, pois foram muitas horas na estrada para vir competir em Maresias, mas fiquei muito feliz quando soube que fui convocado”, recorda.  “Estou mais forte e, principalmente, competindo melhor. A parte física também melhorou bastante com os treinos de natação, surf e funcional”, complementa.

Ryan ressalta que a proximidade com o ídolo Gabriel Medina é outro incentivo para seu crescimento. “É muito legal, pois ele é nossa referência no esporte e também é um dos meus surfistas preferidos”, diz o atleta, também falando da convivência com a equipe no cotidiano. “É muito divertido e também é bom surfar com um time de amigos como temos no IGM. Estamos sempre buscando superar um ao outro”, comenta.

O pai, que ensinou Ryan a surfar, também realça todo o esforço, tanto do filho quanto da família para o sonho começar a ser realizado. “Posso dizer que não foi fácil, pois tivemos de abrir mão de muita coisa, especialmente parte da estabilidade financeira, da proximidade da família e dos amigos, além do conforto da nossa casa e outros pontos que toda a mudança de cidade envolve”, conta.

“O Ryan tem facilidade de se adaptar em qualquer lugar, mas mesmo ele sentiu bastante estar longe da cidade onde cresceu”, reforça. “Vejo que valeu a pena sim, pois o Ryan está feliz de estar em Maresias e, de fato, a felicidade dele é que importa. Obviamente que a evolução pesa, mas de nada adiantaria se ele estivesse evoluindo, surfando bem e infeliz”, acrescenta.

Para Alessandro o IGM teve grande contribuição para o crescimento técnico de Ryan, pela rotina diária composta por diversas atividades voltadas justamente para a evolução dos atletas. “As atividades ofertadas pelo IGM e o programam de treinamento desenvolvido, tudo isso somado ao ótimo time de atletas, que sempre estão buscando elevar o nível, ajudaram o Ryan a subir mais alguns degraus em 2017. Hoje, é um surfista bem mais evoluído do que era no início do ano”, conclui.

Para Ryan, junto à preparação técnica e tática contínua oferecida pelo IGM, soma-se o alto nível das competições realizadas em São Paulo. “Sempre são muito difíceis, pois muitos dos melhores do Brasil estão aqui. Estou muito feliz pois atingi todas as metas que eu e meu pai planejamos no início do ano. Consegui vencer no Paulista, no Rip Curl Guarujá e no Sebastianense e fui vice-campeão do Hang Loose Surf Attack na petit. Não posso reclamar, mas confesso que queria esse título (risos)”, relata.

“Aqui em casa sempre falamos em subir um degrau por dia, alguns por mês e muitos por ano. Os planos são surfar, treinar, competir e se divertir, sempre atrás do sonho de ser um surfista profissional do WT e campeão mundial um dia”, completa Ryan.

Ping Pong com Ryan Coelho:

Nome: Ryan Casarin Coelho.

Data e Local de Nascimento: Curitiba, 8 de março de 2007.

Aprendeu a surfar com quantos anos: Brincava desde os 5, mas surfar mesmo com 7.

Onde aprendeu? Em Matinhos, no Paraná.

Com quem aprendeu? Com o meu Pai.

Pico favorito para surfar? pode ser 3? Matinhos, Trestles e Maresias.

Melhor onda da vida? Lowers (Trestles).

Viagem dos sonhos? Indonésia.

Se não fosse surfista? jogador de futebol.

Outro esporte? Skate.

Comida? a da minha Vó.

Bebida? Inca Cola.

Som? Rap e Rock.

Na Tv? Canal Off.

Ídolo no surf? Tenho alguns: Medina, Jordy, Toledo, Yago, Miguel e Mineiro.

Ídolo no esporte? Bob Burnquist.

Futuro? Deus que sabe.

Família? É tudo.

IGM? Segunda casa.

Patrocínios: O’Neill, copatrocínios Instituto Gabriel Medina, Futures Fins, Banana Wax, Brazinco, Swell Sul Turismo, Shotspot Brasil e G8 Sports LLC.

O IGM foi inaugurado no dia 31 de janeiro deste ano e logo no dia seguinte, os atletas convidados já estavam na sede do projeto, iniciando os treinos. O Instituto é o sonho realizado do primeiro brasileiro campeão mundial de surf, que oferece para jovens talentos do surf a mesma estrutura de preparação física e técnica de Gabriel Medina, acrescentada de aulas de inglês, em parceria com a Wizard, e tecnologia, com a Microsoft, além de atendimento médico, fisioterápico e odontológico. Os atletas treinam no contraturno da escola e também ganham uniformes, alimentação e apoio nos campeonatos.