SURFISTA HOMÔNIMO DO PRIMEIRO BRASILEIRO CAMPEÃO MUNDIAL DE SURF ESTÁ MORANDO EM UBATUBA E COMPETIRÁ NA CATEGORIA SUB13

Gabriel Medina vai competir na abertura do Circuito Medina de Surf 2018, apresentado por Armarinhos Fernando, nestes sábado e domingo (16 e 17), na Praia de Maresias, em São Sebastião. Ele está confirmado na categoria sub13 e não esconde a ansiedade pela estreia no campeonato.

Achou estranho? O Gabriel Medina em questão tem 13 anos, nasceu na Bahia e atualmente está morando em Ubatuba. Coincidentemente tem o mesmo nome do primeiro brasileiro campeão mundial de surf e que criou o evento promovido pelo seu Instituto.

O nome e sobrenome iguais não foi proposital. Quando foi batizado, em 2005, o Gabriel Medina famoso estava praticamente com a idade que o jovem surfista da Bahia tem atualmente e ainda iniciava a sua trajetória como amador. O que torna a história ainda mais legal.

O Medina vem da família de sua mãe, Cecília, de origem portuguesa. “Quando escolhemos o nome, ainda nem sabíamos do Gabriel Medina”, conta a mãe. A família se mudou para Ubatuba porque o pai – Rafael – sempre teve uma forte ligação com a cidade do litoral norte de SP e também para ficar próximo do surf.

O xará do campeão mundial ainda está começando nas competições, já garantiu conquistas na Bahia e espera seguir na carreira. Não descarta, inclusive, integrar o time do Instituto Gabriel Medina – o Circuito é a “porta de entrada” ao projeto para os atletas que se destacam nas disputas.

“Me esforço bastante para ser um grande surfista, talvez para um dia ser um profissional ou até um campeão mundial”, sonha o surfista, assim como o ilustre homônimo já projetou quando criança. O atleta baiano não esconde a animação com a estreia em Maresias. “Vai ser irado. Sempre quis competir nesse Circuito e estou muito ansioso. Acompanho o Instituto pelas redes sociais desde que abriu. Me interesso muito”, revela.

Ele conta com a coincidência no nome e sobrenome acabou motivando o seu futuro e, claro, seu ídolo hoje é Gabriel Medina. “Me inspiro nele não só pelo nome, mas por ser um grande surfista”, fala. “Ter o mesmo nome é muito legal. Meus amigos me chamam de Medina. Desde pequeno surfo com o meu pai e quando o Medina se destacou, me estimulou muito”, diz.

O Circuito Medina de Surf 2018, apresentado por Armarinhos Fernando, reunirá 104 surfistas, divididos nas categorias sub11 masculina, sub13 masculina e feminina e sub15 masculina e feminina. As disputas terão transmissão ao vivo pela internet, no site oficial do Instituto Gabriel Medina, o www.institutogm10.com.br.

Outra atração será a Bateria Onda Azul Wizard Litoral Norte, com surfistas autistas, entrando no mar, em caráter participativo. Nas areias, o evento contará com ações de conscientização sobre educação ambiental e também a gestão de resíduos nas areias, realizado pelo Instituto Supereco.

O Circuito Medina de Surf 2018 é apresentado por Armarinhos Fernando e é uma realização do Instituto Gabriel Medina, com apoios de Vult Cosmética, Pousada Tambayba, Rip Curl e Wizard Litoral Norte, supervisão da Federação Paulista de Surf e colaboração da Associação de Surf de Maresias e Prefeitura Municipal de São Sebastião, através do Departamento de Esportes Náuticos da Secretaria de Esportes.

 

Fotos: Aleko Stergiou