ETAPA FINAL FOI DISPUTADA NA PRAIA DE MARESIAS, COM 8 ATLETAS DA EQUIPE NAS FINAIS

O Instituto Gabriel Medina (IGM) confirmou na prática mais uma vez que o trabalho desenvolvido no projeto vem dando resultados relevantes. A equipe garantiu três dos seis títulos individuais disputados no Hang Loose Surf Attack, o mais tradicional circuito de base do País, e encerrado no domingo (21), na Praia de Maresias, em São Sebastião, onde fica a sede da instituição.

Sophia Medina faturou a inédita categoria feminina sub16, garantindo à família mais um feito histórico; Daniel Adisaka levou na sub18 (ano passado já havia erguido o troféu da sub16) e Caio Costa foi o campeão da sub14, além de ter terminado empatado em primeiro lugar no ranking da sub16 (sendo superado no desempate).

Murillo Coura e Guilherme Fernandes também terminaram o Circuito na segunda colocação da sub12 com a mesma pontuação. Outra importante referência foi na sub14, com sete atletas entre os 10 melhores do ano. Já na etapa, o IGM teve atletas em cinco finais, com duas vitórias emocionantes e de virada, com Sophia Medina, entre as meninas, e Sunny Pires, na sub14, para terminar em terceiro no ranking.

Destaque, também, para Daniel Adisaka e Guilherme Fernandes, chegando em duas decisões cada um. Dani foi o terceiro lugar na sub16 e na sub18 e Gui o segundo na sub12 e o terceiro na sub14. Também subiram ao pódio “em casa”, Erick Bahia em quarto na sub18; e Renan Rodrigues, quarto na sub14.

“O Hang Loose Surf Attack, além de ser um tradicional e forte circuito para avaliarmos a garotada, tem importância gigantesca nas vagas para o Campeonato Brasileiro. Esses resultados qualificam e credenciam o sério e dedicado trabalho desenvolvido no IGM e garantem a continuidade do alto nível em 2019”, afirma a presidente do Instituto, Simone Medina.

MUNDIAL

Vale lembrar que no início deste ano o IGM já teve um excelente parâmetro, conquistando três dos quatro títulos do Rip Curl Grom Search, outro grande circuito para a nova geração, com Sophia Medina, Caio Costa e Guilherme Fernandes. Agora no ISA World Junior Championship, o mundial sub18 na Califórnia, o Instituto será representado por quatro atletas, com Sophia Medina e Júlia Duarte, Léo Barcelos e Daniel Adisaka, confirmando o alto nível da equipe.

O Instituto Gabriel Medina atende 30 atletas, dos dez aos 17 anos, oferecendo gratuitamente o treinamento técnico e físico, além de retaguarda médica, fisioterápica, psicológica e odontológica. O projeto conta com vários benefícios como aulas de idiomas, natação, apneia, equipamentos para a prática do surf, como pranchas e roupas de borracha, custeio de viagens para competição e alimentação.